Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx
Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Shadow Slave – Capítulo  6

Confrontando o Tirano

Traduzido usando o ChatGPT



Sunny estava indo enfrentar uma Criatura Pesadelo. E não uma criatura qualquer, mas uma da quinta categoria — um temido e assustador tirano. As chances de sobrevivência eram tão baixas que qualquer pessoa riria na sua cara se ele sugerisse tentar lutar contra ela. A menos que fossem um Desperto dois ou três níveis acima da criatura, é claro.

O que certamente não era o caso de Sunny.

E ainda assim, ele tinha que lidar com esse Rei da Montanha de alguma forma para evitar uma morte ainda mais miserável. O grau ridículo em que as probabilidades estavam contra ele desde o início dessa execução adiada já havia ficado cansativo há muito tempo, então ele não tinha mais energia para pensar sobre isso. O que havia para temer, afinal? Ele já estava tão bom quanto morto. Não é como se ele pudesse ficar ainda mais morto.

Então, por que se preocupar?

Do outro lado do fogo, as coisas estavam indo de mal a pior. A maioria dos escravos já estava morta. Alguns soldados ainda estavam tentando desesperadamente lutar contra o monstro, mas estava claro que não iriam durar muito. Bem na frente dos olhos de Sunny, o tirano pegou um escravo morto, arrastando a corrente com ele, e abriu sua boca aterrorizante bem aberta. Com uma mordida esmagadora, o corpo do escravo foi rasgado ao meio, deixando apenas tocos ensanguentados dentro das algemas.

Os cinco olhos leitosos e indiferentes do Rei da Montanha olharam para o horizonte enquanto mastigava, correntes de sangue escorrendo pelo queixo.

Vendo que os braços superiores da criatura estavam ocupados, um dos soldados gritou e avançou, empunhando sua longa lança. Sem virar a cabeça, o tirano estendeu um de seus braços inferiores menores, pegou a cabeça do soldado em uma pegada de ferro e apertou, esmagando o crânio do pobre homem como uma bolha de sabão. Um momento depois, o corpo sem cabeça foi jogado sobre o penhasco e desapareceu no abismo abaixo.

Shifty se curvou, vomitando tudo o que tinha no estômago. Então ele se levantou vacilante e encarou Sunny.

“E agora? Nós já demos uma olhada, e agora?”

Sunny não respondeu, observando pensativamente o tirano com a cabeça ligeiramente inclinada para um lado. Shifty o encarou por mais um tempo, depois virou-se para Scholar.

“Estou te dizendo, velho, o garoto está doente da cabeça. Como diabos ele consegue ficar tão calmo?!”

“Shhhh! Fale mais baixo, tolo!”

O sangue saiu do rosto de Shifty enquanto ele se deu um tapa, cobrindo a boca com as duas mãos. Então ele lançou um olhar temeroso na direção do tirano.

Felizmente, a abominação estava ocupada demais se alimentando dos escravos – aqueles que tiveram sorte o suficiente de já estarem mortos e os azarados que ainda estavam vivos – para prestar atenção neles. Shifty exalou lentamente.

Sunny estava ocupado pensando, avaliando suas chances de sobrevivência.

‘Como me livrar daquilo?’

Ele não tinha nenhum poder especial, nem um exército pronto para enterrar o tirano sob uma montanha de corpos. Ele nem sequer tinha uma arma para ao menos arranhar o maldito bastardo.

Sunny moveu o olhar e olhou além da criatura, para a escuridão infinita do céu sem lua. Enquanto observava a noite, um brilho intenso riscou o ar e colidiu com um dos braços do tirano, explodindo em uma chuva de faíscas. O jovem soldado – o heróico libertador de Sunny – havia acabado de arremessar um pedaço de madeira em chamas no monstro e agora erguia a espada desafiadoramente.

“Enfrente-me, diabo!”

‘Uma distração! É exatamente o que eu precisava!’

Porque não havia como Sunny matar o Rei da Montanha com suas próprias mãos, ele havia decidido recorrer a alguma ajuda. Um humano não seria capaz, então em vez disso, ele planejava usar uma força da natureza.

‘Já que não posso fazê-lo com as minhas próprias mãos, vamos fazer a gravidade fazer isso por mim.’

Ele estava no meio de pensar sobre os detalhes do plano quando a tolice e bravata do jovem herói apresentou uma oportunidade. Agora tudo dependia de quanto tempo o idiota pomposo conseguiria ficar vivo.

“Venham comigo!” disse Sunny enquanto corria em direção à extremidade distante da plataforma de pedra, onde o pesado vagão estava perigosamente perto da borda do penhasco.

Shifty e Scholar trocaram um olhar duvidoso, mas então seguiram, talvez confundindo sua calma com confiança, ou talvez com inspiração divina. Afinal, era um fato amplamente conhecido que pessoas loucas muitas vezes eram favorecidas pelos deuses.

Atrás deles, Hero habilmente desviou das garras do tirano, cortando-o com a espada. A borda afiada deslizou ineficazmente pela pele suja, não deixando sequer um arranhão na criatura. No segundo seguinte, o tirano se moveu com uma velocidade assustadora, lançando todas as suas quatro mãos na direção de seu novo e irritante inimigo.

Mas Sunny não tinha como saber. Ele estava correndo com toda a sua velocidade, aproximando-se cada vez mais do vagão. Chegando lá, olhou rapidamente ao redor, verificando se havia alguma larva por perto, e se moveu para as rodas traseiras.

O vagão estava deixado na extremidade superior da plataforma de pedra, onde se estreitava e voltava para a estrada. Estava virado de lado para bloquear o vento, com a frente voltada para a parede da montanha e as costas voltadas para o penhasco. Havia dois grandes cunhas de madeira colocadas sob as rodas traseiras para impedir que o vagão rolasse para trás. Sunny se virou para seus companheiros e apontou para as cunhas.

“Quando eu disser, removam ambas. Então empurrem. Entenderam?”

“O quê? Por quê?”

Shifty olhou para ele com uma expressão estupefata no rosto. Scholar apenas olhou para as cunhas e depois para o tirano.

Hero, milagrosamente, ainda estava vivo. Ele estava tecendo entre as pernas da criatura, sempre a apenas meio segundo de ser completamente eviscerado. De vez em quando, sua espada piscava no ar, mas em vão: a pele do Rei da Montanha era muito grossa e sua carne muito resistente para ser prejudicada por armas comuns. Havia um leve sinal de apreensão no rosto do jovem guerreiro.

Todos os outros soldados, pelo que Sunny podia ver, já estavam mortos. Então ele realmente precisava que aquele vivesse um pouco mais.

‘Não morra ainda!’, ele pensou.

Para Shifty, ele simplesmente disse:

“Você vai ver”.

No momento seguinte, Sunny estava correndo novamente, tentando seguir a corrente da braçadeira onde estava presa ao vagão. A coisa que ele procurava era difícil de notar devido a todos os corpos, sangue e vísceras espalhados pela plataforma de pedra, mas desta vez, a sorte estava ao seu lado. Pouco tempo depois, ele encontrou o que precisava – a ponta rasgada da corrente.

Encontrando o conjunto mais próximo de algemas, completo com um corpo horrivelmente desfigurado de um escravo trancado nelas, Sunny sentou-se de joelhos e começou a mexer na chave.

Houve um grito abafado e, com um olhar de lado, ele percebeu que Hero voou pelo ar, finalmente pego por um dos golpes do tirano. Incrivelmente, o jovem soldado conseguiu pousar em pé, deslizando vários metros pelas pedras. Todos os seus membros ainda estavam no lugar; não havia feridas terríveis em seu corpo. Sem perder tempo, Hero rolou para frente, pegando sua espada onde ela caiu no chão, e depois rolou novamente, desta vez de lado, evitando por pouco um pisão pesado do pé da criatura.

“Rolando?! Quem diabos rola nessa situação?!”

Sem mais tempo a perder, Sunny finalmente conseguiu desbloquear as algemas. Abanando o corpo sem vida do escravo delas, ele as prendeu novamente, desta vez em volta da corrente em si, criando um laço improvisado.

Agora, tudo dependia de sua determinação, coordenação mão-olho… e sorte.

Voltando-se para Shifty e Scholar, que ainda estavam esperando perto do vagão, ele gritou:

“Agora!”

Em seguida, pegando um pedaço considerável de corrente, Sunny se levantou e encarou o tirano.

Hero deu-lhe meio olhar. Seus olhos fixaram-se na corrente por um momento e então rapidamente a seguiram até o vagão. Em seguida, sem mostrar nenhuma emoção, o jovem guerreiro redobrou seus esforços, desviando a atenção da criatura de Sunny.

“Então ele também é inteligente? Que golpe!”

Limpando sua mente de todos os pensamentos desnecessários, Sunny concentrou-se no peso da corrente em suas mãos, na distância entre ele e o tirano e em seu alvo.

O tempo pareceu diminuir um pouco.

‘Por favor, não erre!’

Juntando todas as suas forças, Sunny girou e lançou a corrente no ar, como um pescador lançando sua rede. O laço abriu-se enquanto voava, fechando-se na posição da luta entre Hero e o tirano.

O plano de Sunny era colocar o laço no chão perto o suficiente deles para que, assim que um dos pés do tirano caísse na armadilha, ele pudesse puxar a corrente e apertá-la em torno do tornozelo do monstro.

Mas seu plano… falhou espetacularmente.

O que é dizer, foi literalmente um espetáculo.

No último momento, o Rei da Montanha de repente recuou, e em vez de cair no chão, o laço de corrente caiu perfeitamente em volta de seu pescoço. Um segundo depois, apertou, agindo como um laço de ferro.

Sunny congelou por um momento, sem acreditar no que via. E então, apertou os punhos, se contendo de agitá-los triunfantemente no ar.

‘SIM!’ ele gritou internamente.

Momentos depois, a carroça rolaria para fora do penhasco, puxando o tirano consigo. Sunny olhou para trás para se certificar e instantaneamente ficou ainda mais pálido do que já era.

Shifty e Scholar conseguiram remover as cunhas de debaixo das rodas da carroça e agora estavam empurrando-a desesperadamente para a beira da estrada. No entanto, a carroça estava rolando devagar… muito devagar. Muito mais devagar do que Sunny havia previsto.

Ele se voltou para o tirano, em pânico. A criatura, surpreendida com o peso repentino pressionando seu pescoço, já estava levantando as mãos para rasgar a corrente.

Os olhos de Sunny se arregalaram.

No segundo seguinte, Hero chocou-se contra uma das pernas do tirano, desequilibrando-o – e comprando-lhes algum tempo. Sunny já estava correndo para a carroça, xingando alto em sua mente. Alcançando-a, jogou-se sobre a madeira úmida ao lado de Shifty e Scholar, empurrando com toda a força que lhe restava em seu corpo bastante pequeno, mas terrivelmente espancado e enormemente exausto.

‘Role! Role, seu pedaço de porcaria rangente!’

A carroça acelerou um pouco, mas ainda estava muito lenta em chegar à beira do penhasco.

Ao mesmo tempo, o tirano finalmente conseguiu pegar a corrente amarrada em volta de seu pescoço, pronto para se libertar.

Agora, se eles viveriam ou não era apenas uma questão de qual coisa aconteceria primeiro.


Comentários

4.9 14 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
7 Comentários
Mais recente
Mais Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Roberto alstenyo (Leitor_supremo)
Membro
Roberto alstenyo (Leitor_supremo)
1 mês atrás

Krl autor que sacanagem você fez agora em

SunnyD
Membro
Sunny
2 meses atrás

Kkkkk shadow slave tem muitas referências a dark

GreyD
Membro
Grey
2 meses atrás

É muito estranho ler uma obra sem travesão e também nas falas tem hora que vc não sabe quem ta falando

Humano
Membro
Humano
2 meses atrás
Resposta para  Grey

Isso é vdd, acho q fiquei mal acostumado com a novel de tbate

Lordemongrel00
Membro
Lordemongrel00
3 meses atrás

E como o autor falou na sinopse da obra, o mc vai utilizar várias artimanhas para tentar matar seu oponente, nem sempre ele será forte.

SunnyD
Membro
Sunny
2 meses atrás
Resposta para  Lordemongrel00

Vejo pelo seu nome… Você é um homem sábio

🙏 Glória a lorde mongrel

Zi nie
Visitante
Zi nie
10 meses atrás

Boa referência a Dark Souls

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar