Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx
Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Shadow Slave – Capítulo  7

Três Escravos e um Herói

Traduzido usando o ChatGPT



‘Role, seu pedaço rangente de merda!’

Sunny se pressionou contra a carroça, empurrando com todas as suas forças. Quatro poderosos bois que costumavam puxá-la estavam agora mortos, e em vez deles, três escravos cansados estavam tentando fazer o trabalho. Mesmo com a inclinação da estrada ajudando-os, a velocidade da carroça era agonizantemente lenta. O tirano, em comparação, estava se movendo muito mais rápido.

Empurrando Hero para trás com um golpe mortal de seus braços inferiores, ele levantou os outros dois até o pescoço do animal e tentou pegar a corrente que estava envolta como um laço. No entanto, desta vez, a física assustadora de Mountain King se transformou em desvantagem: suas longas e aterrorizantes garras ósseas eram perfeitas para rasgar carne, mas não eram a melhor ferramenta para manipulações precisas. Levou algum tempo para que o tirano conseguisse segurar a corrente sem cortar seu próprio pescoço.

Até então, a carroça estava quase na beira do precipício.

‘Vamos lá! Só um pouco mais!’

O que se seguiu aconteceu muito rapidamente. As rodas traseiras da carroça finalmente deslizaram da estrada, pendurando-se sobre o poço escuro e aparentemente sem fundo abaixo. A criatura virou, encarando os três escravos sem expressão com seus cinco olhos mortos e leitosos. A carroça se inclinou, lançando Shifty e Scholar ao chão, e então congelou, equilibrada precariamente em seu eixo central.

Sunny era o único que ainda estava em pé. Ele lançou um último olhar para o monstro imponente e então bateu o ombro na frente da carroça, colocando todo o seu peso nela.

A carroça finalmente perdeu o equilíbrio e rolou sobre a borda, raspando seu fundo ensurdecedoramente contra as pedras pontiagudas. Sunny caiu para frente e aterrissou de joelhos, salvando-se por pouco de cair no abismo com ela. Virando a cabeça para o tirano, ele lhe deu um sorriso malicioso.

Mountain King fez um movimento para investir contra o escravo magricela, mas já era tarde demais. Um momento depois, a corrente em seu pescoço ficou tensa, e ele foi puxado para trás com tremenda força, voando sobre a borda do penhasco como um boneco de pano. A criatura caiu na escuridão em silêncio, como se se recusasse a acreditar que foi derrotada por um ser humano pequeno.

‘Vá e morra, bastardo’, pensou Sunny.

Então ele deu uma respiração profunda e cansada e caiu no chão, totalmente exausto.

‘É isso? Eu passei no teste?’

Ele descansou nas pedras frias, olhando para o céu noturno, e esperou pela voz vagamente familiar, mas elusiva, anunciar sua vitória. Mas em vez disso, onda após onda de dor que ele havia escolhido ignorar antes, finalmente começou a alcançar seu corpo abusado.

Sunny gemeu, sentindo dor por todo o corpo. A pele em suas costas, cortada pelo chicote de um escravizador e perfurada pelos espinhos ósseos de uma larva recém-nascida, especialmente, estava em agonia. Ele também estava começando a tremer, mais uma vez consumido pelo terrível frio.

‘Acho que não.’

Seus pensamentos eram lentos e turvos.

‘O que mais eu devo fazer?’

Uma figura escura apareceu acima dele. Era Hero, parecendo calmo e tão bonito como sempre. Havia sujeira e arranhões em sua armadura, mas caso contrário, o jovem soldado parecia estar bem. Ele estendeu um braço para Sunny.

“Levante-se. Você vai congelar até a morte.”

Sunny suspirou, aceitando que seu Primeiro Pesadelo ainda não havia terminado. Então ele apertou os dentes e lentamente se levantou, ignorando a mão estendida de Hero.

Ao redor deles, havia uma cena de carnificina total. Exceto pelos três escravos e Hero, todos os membros da caravana estavam mortos. Seus corpos estavam espalhados pelo chão, horrivelmente mutilados ou despedaçados. Aqui e ali, uma carcaça repulsiva de uma larva podia ser vista. As sombras lançadas pela fogueira dançavam alegremente pela plataforma de pedra, aparentemente não perturbadas por essa visão mórbida.

Sunny também estava muito cansado para se importar.

Shifty e Scholar já estavam de pé, olhando para Hero com apreensão cansada. Com ou sem algemas, eles ainda eram escravos, e ele ainda era um condutor de escravos. Notando seus olhares tensos, o soldado suspirou.

“Cheguem mais perto do fogo, todos vocês. Precisamos nos aquecer e discutir o que fazer a seguir.”

Sem esperar por uma resposta, Hero se virou e foi embora. Depois de hesitar por alguns momentos, os escravos o seguiram.

Algum tempo depois, os quatro estavam sentados ao redor da fogueira, absorvendo o calor agradável. Shifty e Scholar estavam próximos um do outro, mantendo uma distância segura de Hero. Sunny sentou-se separado de todos os outros – não porque tivesse uma razão específica para desconfiar de um mais do que dos outros, mas simplesmente porque não gostava de pessoas em geral.

Crescendo, Sunny sempre foi um desajustado. Não é que ele nunca tentou se aproximar de alguém, é apenas que parecia lhe faltar a habilidade. Como se houvesse uma parede invisível entre ele e outras pessoas. Se tivesse que colocar em palavras, Sunny diria que nasceu sem uma pequena, mas importante engrenagem em seu cérebro que todos os outros pareciam possuir.

Como resultado, ele frequentemente ficava perplexo e confuso com o comportamento humano, e suas tentativas de imitá-lo, por mais diligentes que fossem, inevitavelmente fracassavam. Essa estranheza deixava os outros desconfortáveis. Em resumo, ele era um pouco diferente – e se havia uma coisa que as pessoas odiavam, eram aqueles diferentes deles.

Com o tempo, Sunny simplesmente aprendeu a evitar se aproximar demais de qualquer um e se estabeleceu confortavelmente em seu papel de excluído. Esse hábito o serviu bem, pois não apenas o tornou auto-suficiente, mas também o salvou de ser apunhalado pelas costas por personagens duvidosos em várias ocasiões.

É por isso que ele não estava animado em compartilhar o restante deste Pesadelo com três estranhos. Em vez de tentar iniciar uma conversa, Sunny sentou-se quieto, perdido em pensamentos.

Depois de alguns minutos, a voz de Hero finalmente quebrou o silêncio:

“Assim que o sol nascer, vamos coletar o que quer que encontremos de comida e água e voltar para baixo da montanha.”

Shifty olhou para ele com desafio.

“Por que deveríamos voltar? Para sermos colocados em correntes novamente?”

O jovem soldado suspirou.

Podemos seguir caminhos separados assim que deixarmos as montanhas. Mas até lá, ainda sou responsável por suas vidas. Não podemos continuar pela estrada, já que o caminho sobre o passo da montanha é longo e árduo. Sem os suprimentos que estavam armazenados na carroça, suas chances de sobrevivência não são altas. É por isso que voltar é a nossa melhor esperança.

Scholar abriu a boca, planejando dizer algo, mas então pensou melhor e permaneceu em silêncio. Shifty amaldiçoou, aparentemente convencido pelas palavras racionais de Hero.

“Não podemos descer.”

Os três se viraram para Sunny, surpresos ao ouvir sua voz.

Shifty soltou uma risada e olhou para o soldado.

“Não dê ouvidos a ele, excelência. Esse garoto é, uh, tocado pelos deuses. Ele é louco, é o que estou tentando dizer.”

Hero franziu a testa, olhando para os escravos.

“Os dois de vocês só estão vivos graças à bravura desse menino. Não têm vergonha de falar mal dele assim?”

Shifty deu de ombros, mostrando que não estava com vergonha alguma. O jovem soldado balançou a cabeça.

“Eu, por outro lado, gostaria de ouvir a razão dele. Diga-me, por que não podemos descer?”

Sunny mudou de posição, desconfortável no centro da atenção de todos.

“Porque o monstro não está morto.”


Comentários

4.9 13 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
4 Comentários
Mais recente
Mais Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Roberto CarlosD
Membro
Roberto Carlos
2 meses atrás

Essa novel ficaria muito mais interessante de se ler com uma revisão e tradução certinha, penso eu. Quem sabe um dia?! Mas agradeço que fez o máximo possível.

SunnyD
Membro
Sunny
2 meses atrás

Cara, Sunny amadureceu tanto

Sam
Visitante
Sam
2 meses atrás
Resposta para  Sunny

Mano ele ganha algo por mata esse pesadelo ?

Lordemongrel00
Membro
Lordemongrel00
3 meses atrás

Utilizando um hábito de ficar sozinho como um mecanismo de auto-defeza e não ser traido como consequência, e o mais incrível, e que o motivo e por não ser “igual”.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar