Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Shadow Slave – Capítulo  61

Mar de Cinzas

Traduzido usando o ChatGPT



De manhã, Sunny acordou se sentindo sombrio e inquieto. A lembrança do assustador espelho escuro ainda estava fresca em sua mente, fazendo com que cada sombra parecesse sinistra e ameaçadora. Ele franziu a testa, mal-humorado.

‘Que diabos. Eu sou o Filho das Sombras. Por que tenho que ter medo do meu próprio domínio?’

Mas, por outro lado, escuridão e sombra não eram a mesma coisa, mesmo que muitas pessoas tendessem a confundir uma com a outra. As sombras nasciam da ausência de luz. Em certo sentido, eram manifestações do vazio. A verdadeira escuridão, por outro lado… a verdadeira escuridão era sua própria entidade.

De certa forma, as sombras tinham mais em comum com a luz do que com a escuridão.

‘Quer dizer… eu acho que sim. Será que têm?’

Debates filosóficos com seu monólogo interno não eram a melhor maneira de começar o dia, pelo menos na opinião de Sunny. Seu humor já azedo só piorava. Com um suspiro curto, ele se sentou e esticou os braços, bocejando.

“Bom dia.”

O som de sua voz quase foi abafado pelo barulho ecoante da água corrente. Com o sol nascendo, o mar escuro estava com pressa de recuar. Sunny finalmente conseguiu relaxar um pouco.

“Bom dia.”

Nephis havia guardado o acampamento durante a parte final da noite, então já estava acordada. Como de costume, ela estava meditando de olhos fechados – na escuridão absoluta da noite, “vigiar” algo significava, na verdade, ouvir sons suspeitos, então manter os olhos abertos não era tão útil.

Para todos, exceto Sunny, é claro, que tinha visão noturna perfeita graças aos seus Atributos.

Ouvindo-o se levantar, Estrela da Mudança abriu os olhos lentamente. Um brilho suave deixado pela chama branca dançante ainda podia ser visto em sua profundidade, desaparecendo rapidamente à medida que sua visão se ajustava ao crepúsculo da aurora. Ela olhou para Sunny e ofereceu-lhe um sorriso educado.

Nas últimas duas semanas, Nephis também havia treinado, talvez até mais diligentemente do que ele. No entanto, ela não estava tentando melhorar sua esgrima.

Na verdade, ela estava tentando aprender a se comportar como uma pessoa normal. Como resultado, suas interações se tornaram um pouco menos desajeitadas… na maior parte do tempo.

Sunny conseguiu reconhecer os esforços de Estrela da Mudança porque eram muito semelhantes a uma fase pela qual ele mesmo havia passado muitos anos atrás. Em várias ocasiões, ele a pegou observando atentamente como Cassie conversava e se comportava com eles. Algum tempo depois, Neph tentava aleatoriamente imitar pequenos detalhes do comportamento de sua amiga. Os resultados eram… variados, para dizer o mínimo.

A primeira vez que ela tentou cumprimentá-lo com um sorriso pela manhã, Sunny entrou em pânico e quase invocou a Lâmina Azure. No entanto, Nephis era muito inteligente e persistente. Hoje, seu sorriso educado parecia quase natural.

Ele não tinha ideia de por que Estrela da Mudança decidiu trabalhar em suas habilidades sociais, de todas as coisas, durante sua perigosa jornada através da paisagem infernal infestada de monstros que era a Costa Esquecida. Mas ele não se importava.

Na verdade, era bastante divertido assistir!

…Vê-la se torturar todos os dias, suportando uma dor terrível na esperança de aprender a controlar melhor sua Habilidade de Aspecto, ao contrário, não era nada divertido. Eles nunca falavam sobre isso, mas Sunny sabia que toda vez que Nephis fingia meditar, ela estava, na verdade, se submetendo à agonia excruciante de seu Defeito.

Quando ele pensava nisso, seu coração doía. Sunny não estava acostumado a sentir essas coisas, mas suspeitava que isso era o que outras pessoas chamavam de “compaixão”. Pelo menos era semelhante ao que era descrito em livros e dramas.

Não que ele soubesse muito sobre essas coisas.

Depois que tomaram café da manhã, Nephis se levantou e olhou para o feixe de luz que caía pela abertura mais próxima entre as vértebras gigantes. Virando-se para Sunny, ela disse:

“Vamos estudar os arredores.”

Eles precisavam conhecer o terreno e decidir o próximo passo. Geralmente, isso significava procurar as características naturais mais próximas que eram altas o suficiente para ficar acima da superfície do mar e decidir qual delas tentariam alcançar a seguir.

Então, vinham um ou dois dias de exploração e caça, seguidos pela mudança do acampamento para aquela característica.

Sunny concordou com a cabeça.

“Certo.”

Ele invocou o Eco para guardar Cassie enquanto estavam fora e deixou a sombra para trás para ficar de olho, caso algo acontecesse. Então Sunny seguiu Nephis até a abertura.

Impulsionando-a, ele observou enquanto Estrela da Mudança voava pelo ar e, em seguida, aparentemente corria pela parede, chutando-se no último momento e impulsionando seu corpo ainda mais alto antes de agarrar uma saliência óssea. Contando apenas com sua força na parte superior do corpo, ela então subiu e desapareceu na luz que caía. Logo, a corda dourada desceu, permitindo que ele a seguisse.

Nephis ajudou-o a subir em cima da espinha colossal e, em seguida, se endireitou, virando-se para olhar para o oeste. Sunny sacudiu as mãos e fez o mesmo, esperando ver a imagem usual – uma extensão interminável do labirinto carmesim, pontilhado aqui e ali com pontos altos raros.

No entanto, o que viram deixou-os sem palavras.

A certa distância, o labirinto parecia perder cor. As lâminas carmesim do coral ficavam cinzentas e deformadas, como se atingidas por alguma doença desconhecida e drenadas de toda vida. O material semelhante a pedra parecia frágil e quebradiço, pronto para desmoronar em pó a qualquer momento.

A mancha de coral morto se espalhava até onde os olhos podiam ver. Mais adiante, as paredes do labirinto pareciam ter desmoronado em um mar de areia cinza. Este deserto cinzento parecia tão alienígena e estranho após semanas de ver apenas os intermináveis caminhos carmesim que Sunny sentiu um calafrio percorrer sua espinha.

O fato de não terem notado nem mesmo um único monstro se movendo pela lama abaixo os deixou ainda mais perturbados.

Havia apenas um ponto alto visível a oeste deles. Longe, na distância, o chão se elevava, formando uma colina alta. A colina provavelmente era a maior que já haviam visto, facilmente capaz de se tornar uma verdadeira ilha quando a água subisse à noite. Sua forma lembrava Sunny de um túmulo colossal.

Coberta pela areia cinza deixada pelo coral morto, a colina parecia uma montanha de cinzas. Essa montanha era coroada por uma árvore gigante.

A árvore se erguia no céu como uma torre, seus galhos largos o suficiente para cobrir toda a ilha com sua sombra. A casca da árvore gigante era tão preta quanto a água do mar escuro, enquanto suas folhas eram vermelhas como sangue.

Contrastando com o céu cinzento, a coroa carmesim da majestosa árvore parecia incrivelmente vibrante e magnífica.

Sunny engoliu em seco.

“O que… diabos… é aquilo?”

Nephis estava pensativa ou não tinha nada a dizer. Ela apenas encarava a distância, com uma leve carranca no rosto.

Naquele momento, algo cintilou intensamente sob a árvore. O brilho era claro e facilmente visível mesmo da posição deles, como um feixe de luz solar refletido por um grande espelho. Um momento depois, desapareceu, apenas para aparecer novamente após alguns segundos.

‘Um espelho…’

Sunny estremeceu, lembrando-se da noite anterior. Por algum motivo, o brilho intenso de repente parecia se tornar ameaçador.

Depois de algum tempo, ele se dirigiu a Neph novamente:

“O que você acha?”

Ela demorou um pouco antes de se virar para ele. Enquanto Estrela da Mudança ponderava sobre o que dizer, ele lançou um olhar novamente para o deserto cinzento. Finalmente, ela falou:

“Este é o único caminho para o oeste.”

Sunny fez uma careta e desviou o olhar.

Ele não gostava nem um pouco dessa reviravolta.

“Então, vamos?”

Nephis virou-se para encarar a árvore gigante e, como se afetada por sua grandiosidade, deu de ombros hesitante.

“Temos escolha?”


Algum tempo depois, eles abandonaram os restos do monstro marinho gigante e seguiram para o oeste, planejando verificar a situação dentro do deserto que se encontrava entre eles e o Túmulo Cinzento.

Inicialmente, eles não planejavam se aproximar da ilha estranha. No entanto, as coisas acabaram sendo bastante incomuns assim que entraram no deserto.

Com areia cinza sob os pés e paredes de coral morto ao redor, o grupo estava totalmente preparado para enfrentar perigos desconhecidos. Apesar de não terem visto nenhum monstro se movendo por essa área do topo da espinha do leviatã, nem Sunny nem Nephis acreditavam realmente que ninguém iria atacá-los nessa região estranha do labirinto.

Havia muitas maneiras dos Pesadelos se esconderem, e se havia uma coisa que os Adormecidos aprenderam durante seu tempo na Costa Esquecida, era que tudo ali era ou mortal ou escondia algo capaz de matá-los. Nesse sentido, seu primeiro encontro com as minhocas carnívoras foi especialmente traumático.

No entanto, dessa vez, seu bom senso estava errado. O deserto estava silencioso e vazio, completamente desprovido de sinais de vida. A ausência de monstros era, em teoria, para fazer Sunny se sentir melhor, mas ele se sentia ainda mais nervoso do que o normal.

Toda essa situação cheirava a perigo. Era estranho e antinatural.

Se até os monstros tinham medo de se aproximar desse lugar, o que eles estavam fazendo caminhando cada vez mais fundo no deserto por vontade própria?

Eles eram tolos por não dar meia-volta e fugir imediatamente?

Em breve, eles chegaram ao ponto em que as paredes do labirinto desmoronaram em pó. Agora, não havia nada além de uma vasta extensão de areia cinza entre eles e a colina coroada pela árvore gigante.

Nada poderia se esconder naquela planície cinzenta.

No entanto, eles também seriam incapazes de se esconder do olhar de qualquer um.

Sunny lançou um olhar para Nephis.

“Tem certeza de que quer fazer isso?”

Estrela da Mudança franziu a testa e baixou o queixo. Então, olhando para a frente, ela disse:

“Vamos lá.”


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

5 23 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
10 Comentários
Mais recente
Mais Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
MolartD
Membro
Molart
1 dia atrás

Sinto que eles tão sendo como mariposas indo para a luz

Última edição 1 dia atrás por Molart
Novato nas novels
Visitante
Novato nas novels
6 dias atrás

Hihihi tô gostando bastante

Ell Picasso
Membro
Ell Picasso
6 dias atrás

E ainda tem o outro carniçal de 3 metros

Shiba WhiteD
Membro
Shiba White
26 dias atrás

Muitos mistérios no ar, parece até one piece

Ray
Visitante
Ray
28 dias atrás

Delícia

GreyD
Membro
Grey
1 mês atrás

Bora é isso

BLACK X
Membro
BLACK X
2 meses atrás

Hehehe até que em fim

Fang yuan
Membro
Fang yuan
27 dias atrás
Resposta para  BLACK X

???

ArielD
Membro
Ariel
3 meses atrás

Bizarro

Nonno
Membro
Nonno
7 meses atrás

essa arvore, que agonia namoral….
obg pelo cap

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar